QUEM SÃO OS PEDÓFILOS?

21 jul

 

 

A Nova Direita intensificou sua campanha de propaganda pela eleição do ex-capitão Jair Bolsonaro à Presidência do Brasil disseminando uma série de Fake News tentando associar o movimento LGBT e a Esquerda à pedofilia. Mesmo desmentidas, as fraudes continuam operando no inconsciente do eleitorado, já amplamente doutrinado pelo pseudo-filósofo Olavo de Carvalho e seus milhares de replicantes nas redes sociais, incluindo militantes disfarçados de jornalistas que induzem leitores e ouvintes a votar em Bolsonaro pelo ataque sistemático aos demais candidatos.

A súbita preocupação dos replicantes com a pedofilia é apenas uma estratégia política desesperada, sem qualquer real interesse pelo sofrimento das crianças vitimadas. Vale lembrar que Heloísa de Carvalho Martins Arribas, a filha mais velha de Olavo de Carvalho, declarou ter sido bolinada aos nove anos de idade por um adulto enquanto o pai fazia sexo com suas alunas particulares; e que, quando confrontado pela filha já adulta, limitou-se a dizer, violando qualquer lógica, que a culpa era dela:

E onde estava o pai da “família margarina” que, quando soube que eu tinha sido abusada sexualmente, não fez absolutamente nada, e que há uns quatro meses ainda me culpou pelo abuso? Acho que você esqueceu de que eu só tinha 9 anos.

Fonte: Carta aberta a Olavo de Carvalho, meu pai.

O aclamado “campeão da ética” (“Me chama de corrupto!”) o “Mito” da Nova Direita faz há três anos campanha eleitoral ilegal, viajando pelo Brasil e pelo mundo com financiamentos não declarados. Adepto do Estado Policial (com carta branca à polícia para matar quem ela quiser), da militarização das escolas públicas, da ditadura militar e da tortura, ele promete, se eleito, canonizar como “Herói Nacional” o coronel Brilhante Ustra, primeiro torturador do Regime Militar condenado pela Justiça.

Esse candidato das trevas atende aos anseios primitivos da classe média radicalizada, adepta do Extermínio como Solução, da Escola sem Partido (a Escola da Mordaça), da volta da Censura e do “fim do comunismo”, que começaria pelo fechamento dos Partidos de Esquerda e terminaria possivelmente com a instituição de campos de concentração.

Sem o aceite dos vices convidados na chapa da Presidência, o pastor-senador Magnus Malta e o general Augusto Heleno, isolado pelos partidos políticos de cujo apoio sempre disse desdenhar, Bolsonaro viu-se colocado diante da consequência lógica de seu discurso marginal: terá apenas alguns segundos de TV. Seus partidários tentam então encontrar uma nova estratégia de crescimento eleitoral.

Por que não explorar o velho filão da pedofilia? Foi em M (M, o vampiro de Düsseldorf, 1931), de Fritz Lang, com roteiro de Thea von Harbou, uma entusiasta de Hitler, que a figura do pedófilo (ainda mais um serial killer) pode mostrar seu poder catalizador da psicose coletiva, sendo oferecida como um bode expiatório da infelicidade alemã durante a República de Weimar, abalada por sucessivas crises econômicas e políticas.

Como ninguém, em sã consciência, é a favor da pedofilia, as mídias sujas da Nova Direita que desejam eleger Bolsonaro como seu mais fiel representante ideológico tentam agora uma última cartada fraudulenta, acusando seus adversários de serem “pedófilos”.

Os replicantes do ideólogo Olavo de Carvalho (Nando Moura, Alexandre FrotaJoice TVTerça Livre, Diego Rox, Caneta Desesquerdizadora, MBLArtur Mamãe Falei, Paula MarisaBernardo Küster, Paulo Kogos, etc.) montaram no YouTube canais de propaganda fascistoide dedicados a martelar, dia e noite, os constructos da doutrina olavista, segundo o método inspirado por Goebbels da redução dos temas complexos às fórmulas mais rasas, com a repetição ad infinitum da mentira resultante até virar verdade, tornando o mistério do mundo inteligível aos ignorantes da maneira desejada:

  • O marxismo cultural domina o mundo
  • Escola sem Partido contra o marxismo cultural
  • Foro de São Paulo
  • 100 milhões de mortos do comunismo
  • Ditaduras de Cuba e Venezuela
  • Planos comunistas de Lula e Dilma
  • Financiamento do comunismo por George Soros
  • Brasil salvo do comunismo pela ditadura militar
  • Não houve ditadura militar no Brasil
  • Necessidade de todos terem armas
  • Todo político é socialista e bandido, menos Bolsonaro
  • Heroísmo da PM
  • Maravilhas do Livre Mercado
  • Horrores das Leis de Incentivo
  • Podridão da Rede Globo
  • Feminazis e gayzismo
  • Aborto e pedofilia
  • Esquerda enfia ideologia de gênero goela abaixo
  • Todo professor é maconheiro
  • A culpa da educação ruim é do construtivismo de Paulo Freire
  • Os livros do MEC e os professores de História mentem
  • Revelação de que o nazismo é de esquerda

Quem discordar de qualquer constructo da doutrina olavista será considerado um herege, e acusado de petista, comunista, bandido e pedófilo pelos seguidores dos replicantes, que reinterpretam cada nova transformação da velha sociedade pela modernidade consumista do capitalismo pós-industrial como uma conspiração orquestrada pela ONU e por George Soros para erotizar as crianças e normalizar a pedofilia na Nova Ordem Mundial a serviço do comunismo.

Alimentando-se de artigos falaciosos produzidos por grupos fascistas americanos, os replicantes da Nova Direita reproduzem suas distorções dos fatos, atacam médicos e psiquiatras que estudam o problema e reportam somente os casos registrados de petistas pedófilos, como os do ex-assessor da Casa Civil da Presidência da República Eduardo Gaievski; do fundador do PT do Acre; e do prefeito de Baldim. Varrem assim para debaixo do tapete milhares de casos registrados de pedófilos nos meios cristãos:

4.500 CASOS DE PEDOFILIA NA IGREJA CATÓLICA

ARCEBISPO DE BOSTON PROTEGEU PADRES PEDÓFILOS

TOP 10 DOS PASTORES PEDÓFILOS E ESTUPRADORES DO BRASIL

PAPA DEBOCHA DE VÍTIMAS DA PEDOFILIA

PAPA ADMITE QUE RECEBE COM FREQUÊNCIA VÍTIMAS DE PADRES PEDÓFILOS

VÍTIMAS DE PADRE PEDÓFILO DENUNCIAM PACTO DE SILÊNCIO NA IGREJA DO CHILE

CASOS DE PASTORES PEDÓFILOS

O CASO DO PADRE PEDÓFILO QUE DESAFIOU O PAPA

OS ESCÂNDALOS DE PEDOFILIA NA IGREJA CATÓLICA

CORONEL MONSTRO PEDÓFILO

MILITAR PRESO POR PEDOFILIA

SARGENTO PRESO POR PEDOFILIA

MILITAR PEDÓFILO PRESO

etc.

Flávio Bolsonaro, que propõe cortar o financiamento público da Parada Gay, publicou uma fake news sobre suposto “P” de pedofilia na sigla LGBTP, no que foi amplamente desmentido pela comunidade LGBT. Quando o padre Júlio Lancelotti ousou criticar Jair Bolsonaro num sermão foi difamado como “padre pedófilo” seguindo orientações dissimuladas do mesmo Flávio Bolsonaro que, depois de posar ao lado de um pedófilo, tentou coibir a divulgação da imagem como se ela fosse falsa.

A erotização das crianças não é promovida por constructos fictícios como “marxismo cultural” e “globalismo comunista”. O fenômeno se enraíza na realidade da sociedade de consumo. A tentativa de colar LGBTs e esquerda à pedofilia é uma clara denegação da realidade da pedofilia, cuja maior incidência se constata na “sagrada” instituição da família, sem falar da pedofilia heterossexual enraizada no Islã (as milhões de noivas-crianças) que remonta ao notório casamento de Maomé com a menina Aisha.

A “pedofilia comunista” é outro constructo produzido pela mesma fábrica de conceitos dissolventes da realidade (“ideologia de gênero”, “esquerda fabiana”, “nazismo de esquerda”, “Inquisição misericordiosa”, etc.) montada no Brasil por Olavo de Carvalho, empregando milhares de replicantes em constantes refutações pela conquista do Santo Graal da Verdadeira Direita Pura: um misto de wishful thinking com revisionismo histórico e propaganda barata do tipo “se colar, colou”. Uma calculada estratégia para arrebanhar as massas despolitizadas para a arapuca doutrinadora da Direita fascistoide.

Inútil desmentir as Fake News da Nova Direita provando por A + B sua desonestidade, como na reportagem venenosa de Terça Livre, que finge dissociar-se da difamação para difamar ainda mais. É da essência do fascismo negar a realidade. Por mais que se os desmascarem, os adeptos de Bolsonaro continuarão a apostar, com a falta de ética e o irracionalismo obsceno que lhes são característicos, na falaciosa denúncia da “pedofilia comunista”. É a estratégia insana do “olavismo cultural” para chegar ao poder.

2 Respostas to “QUEM SÃO OS PEDÓFILOS?”

  1. gesadesouza 21/07/2018 às 20:19 #

    Boa noite, Nazario!

    Muito esclarecedor. A falta de ética dos dois lados (“esquerda” e “direita”) é um grande problema em um país com alto número de analfabetos funcionais, com baixíssimo nível de leitura e muito mal informados, porque a verdade é sempre complexa e a pedofilia é “ambidestra”; não guarda relação direta com orientação política… E tudo isso tira o foco do eleitor das propostas políticas de cada candidato e da busca por compreender suas reais intenções.

    Geísa Pereira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: